<Caixa Poupança
     

Bem-Vindo ao caixapoupanca.com


Caixa Poupança é a poupança mais antiga do Brasil, teve início no dia vinte e dois de agosto de mil oitocentos e sessenta e um. A poupança da Caixa tem isenção de Imposto de Renda e Imposto sobre Operações Financeiras. Não há limite para aplicação inicial e não há limite máximo também. O saldo mínimo aceitável é de um centavo apenas. Não há limite para resgate mínimo e não há taxa de administração. A poupança da Caixa é um investimento que tem muita tradição no mercado, é possível fazer depósito em qualquer dia do mês, sem limite mínimo. É possível controlar as movimentações através de SMS ou com o Internet Banking.

A Caixa é líder em Poupança no Brasil, são vinte e três milhões de contas de poupança, o que significa trinta por cento do mercado nacional. São mais de cento e cinqüenta anos de história. A origem da poupança da Caixa é tão antiga quanto a Caixa, no décimo nono século deste milênio. Em verdade, o banco foi criado com o intuito de recolher depósitos dos brasileiros das classes sociais menos favorecidas.

A Caixa nasceu como Caixa Econômica da Corte através do decreto de número dois mil setecentos e vinte e três do dia doze de janeiro de mil oitocentos e sessenta e um. Decreto baixado pelo Imperador Dom Pedro II que no primeiro artigo estabeleceu a Caixa Econômica na cidade do Rio de Janeiro com a intenção de receber a juro de seis por cento, as pequenas economias das classes menos abastadas e tinha a garantia do governo imperial que teria fiel restituição quando cada contribuinte quisesse reclamar o que lhe era de direito.

A Poupança foi concebida no início como uma reserva monetária para os mais pobres nos momentos mais difíceis, era o pé de meia para socorrer em momentos de dificuldades, até para assegurar boa velhice. Concebida sob a égide do poder público, a poupança nasceu como um investimento seguro e garantido.

A lei de número dois mil e quarenta do ano de mil e oitocentos e setenta e um permitia que a Caixa aceitasse depósitos de escravos, provenientes de doações, legados, heranças ou renda de algum tipo de trabalho. O decreto de número cinco mil cento e cinqüenta e três do dia treze de novembro de mil oitocentos e setenta e dois regulamentou a lei dois mil e quarenta permitindo o recolhimento de depósitos feitos por escravos de ganho. Assim como os outros depositantes, os escravos recebiam uma caderneta para controlar depósitos e retiradas, mas na caderneta constava o nome do senhor, que era o sujeito que autorizava a abertura de conta, já que a sociedade ainda não era livre.

O decreto de número cinco mil quinhentos e noventa e quatro do dia dezoito de abril e de mil oitocentos e setenta e quatro determinou que as taxas de juros não fossem maiores que seis por centos por ano e que a taxa seria fixada anualmente. O decreto onze mil oitocentos e vinte do dia quinze de dezembro, já no regime republicano mudou algumas coisas na poupança. Os juros passaram a ser estipulados pelo governo todos os anos de acordo com as circunstâncias locais. Assim houve a definição de um patamar unificado para a remuneração, tirando do Conselho Fiscal de cada Caixa e centralizado essa decisão. Esse regulamento também liberou para a mulher casa estabelecer a sua própria caderneta a não ser que o marido se opusesse expressamente.

O decreto de número vinte e quatro mil quatrocentos e vinte e sete do dia catorze de junho de mil novecentos e trinta e quatro, já no governo de Getúlio Vargas introduziu parâmetros novos para o funcionamento dos depósitos e instituiu o Conselho Superior que nasceu para fiscalizar e controlar as Caixas Econômicas que existiam até então. Tal regulamento ampliou as funções das Caixas Econômicas Federais, o que fez aumentar o número de depósitos que saltaram dos novecentos e nove milhões de cruzeiros para dois bilhões de cruzeiros, uma evolução de duzentos por cento. E o crescimento continuou fortemente.

A lei quatro mil trezentos e oitenta do dia vinte e um de agosto de mil novecentos e sessenta e quatro introduziu a correção monetária para depósitos de poupança. Além da remuneração anual de seis por cento, que já significa o meio por cento mensal, também haveria atualização mensal através de correção monetária, um porcentual que seria definido pelo Banco Central do Brasil. Os sistema continuou até a introdução do Plano Real em mil novecentos e noventa e quatro.

Hoje, os valores depositados na poupança da Caixa têm remuneração mensal de meio por cento por mês somado aos valores atualizados diariamente da Taxa Referencial. Os documentos necessários para abertura da conta poupança são cópia e origina do CPF, do documento de identidade e de comprovante de residência emitido nos últimos noventa dias.